\\ JORNAL DA MANHÃ \ Esportes

Sobreviventes apresentam melhora

Publicada em 05/12/2016.

 

A Chapecoense divulgou  ontem uma atualização a respeito do estado clínico dos sobreviventes do acidente na Colômbia envolvendo a delegação do clube, jornalistas e diretoria. De acordo com a equipe médica, nenhum dos pacientes apresenta risco de morte e, embora a situação permaneça crítica, eles estão estáveis.
Alan Ruschel foi submetido à cirurgia na coluna vertebral e segue em observação. O lateral está com movimentos normais em membros superiores e inferiores e, apesar das múltiplas escoriações, oferece boas perspectivas de melhora. Além disso, o jogador já conversou com a família.
Neto, o último jogador resgatado dos escombros, apresenta um quadro clínico positivo e boas perspectivas de melhora. Jackson Follmann, por sua vez, é o que se encontra em estado mais grave. O goleiro, que teve uma das pernas amputadas, não apresenta mais risco de perder a outra e encontra-se estável, porém entubado e requer mais cuidados.O jornalista Rafael Henzel segue em estado crítico após ter sofrido um trauma toráxico e uma fratura na perna, mas as perspectivas são otimistas. Segundo o boletim médico, seu pulmão apresentou melhoras.
De acordo com o clube, ainda não há previsão para a alta dos pacientes, mas “a equipe médica da equipe tranquiliza a todos, já que a estrutura e os cuidados oferecidos estão sendo os melhores possíveis”. 
O Couto Pereira não irá mais receber a segunda partida da final da Copa Sul-Americana entre Chapecoense e Atlético Nacional devido ao trágico acidente que vitimou a equipe brasileira na Colômbia. Porém, para o mesmo dia da partida, quarta-feira, 7 de dezembro, o Coritiba confirmou que vai abrir seu estádio para mais uma homenagem ao time catarinense. O clube abriu o convite a todos cidadãos, sejam torcedores coxas-brancas ou de outros clubes, para um culto ecumênico que acontecerá no estádio coritibano, a partir das 20h30 de quarta-feira, com término previsto para 21h45, o horário exato que seria dado o pontapé inicial da tão esperada final.

A Chapecoense divulgou  ontem uma atualização a respeito do estado clínico dos sobreviventes do acidente na Colômbia envolvendo a delegação do clube, jornalistas e diretoria. De acordo com a equipe médica, nenhum dos pacientes apresenta risco de morte e, embora a situação permaneça crítica, eles estão estáveis.

Alan Ruschel foi submetido à cirurgia na coluna vertebral e segue em observação. O lateral está com movimentos normais em membros superiores e inferiores e, apesar das múltiplas escoriações, oferece boas perspectivas de melhora. Além disso, o jogador já conversou com a família.

Neto, o último jogador resgatado dos escombros, apresenta um quadro clínico positivo e boas perspectivas de melhora. Jackson Follmann, por sua vez, é o que se encontra em estado mais grave. O goleiro, que teve uma das pernas amputadas, não apresenta mais risco de perder a outra e encontra-se estável, porém entubado e requer mais cuidados.O jornalista Rafael Henzel segue em estado crítico após ter sofrido um trauma toráxico e uma fratura na perna, mas as perspectivas são otimistas. Segundo o boletim médico, seu pulmão apresentou melhoras.

De acordo com o clube, ainda não há previsão para a alta dos pacientes, mas “a equipe médica da equipe tranquiliza a todos, já que a estrutura e os cuidados oferecidos estão sendo os melhores possíveis”. 

O Couto Pereira não irá mais receber a segunda partida da final da Copa Sul-Americana entre Chapecoense e Atlético Nacional devido ao trágico acidente que vitimou a equipe brasileira na Colômbia. Porém, para o mesmo dia da partida, quarta-feira, 7 de dezembro, o Coritiba confirmou que vai abrir seu estádio para mais uma homenagem ao time catarinense. O clube abriu o convite a todos cidadãos, sejam torcedores coxas-brancas ou de outros clubes, para um culto ecumênico que acontecerá no estádio coritibano, a partir das 20h30 de quarta-feira, com término previsto para 21h45, o horário exato que seria dado o pontapé inicial da tão esperada final.