\\ JORNAL DA MANHÃ \ COLUNISTA \ Armindo Pydd

A cilada de 1988

Publicada em 07/11/2016.

 

**Nelson  Marchesan Junior , prefeito eleito de POA, ainda como deputado federal em discurso na Câmara Federal falou sobre a Justiça do Trabalho e informou que ele em 2015 pagou benefícios aos que a procuraram no valor de 8 bilhões de reais. No mesmo período, no entanto, as despesas  com seu funcionamento custaram 17 bilhões de reais. Não existe nada parecido no mundo. **São 3500 juízes, os desembargadores de 24 regiões e os membros Ministros do TST. A Justiça do Trabalho continua sendo uma  das mais espetaculares extravagâncias brasileiras. Pode-se dizer que este sistema é uma conquista social. Só não pode se afirmar que um negócio  destes funcione.(J.R. Guzzo -jornalista.)
**Em 1988, através da Constituição, preparou-se uma cilada que funcionou. Foram colocadas muitas vantagens a  servidores e aposentados. Os gastos eram na media 6% acima da inflação. Resultado,  dobraram a carga tributária e a divida pública. FHC, Lula, Dilma presidiram o País. A cilada funcionou e jogou o país na situação dramática de hoje. Ironia da história. Os mesmos que com entusiasmo aprovaram a cilada em 88 agora estão às voltas com seu resultado.
**Bispo Edir Macedo botou sua Igreja em mais de 100 países, tem a segunda maior rede de TV do país e 100 emissoras de rádio. Tem mais adeptos no exterior do que no Brasil. Ia construir 1 Templo de Salomão e fará 3. É extremamente profissional.  (Antony Garotinho ao comentar que Crivela, genro de Macedo e eleito   prefeito do RJ tem preparo.)
**A Internet está atingindo 5 bilhões de pessoas no mundo. É muito mais do que  qualquer tecnologia alcançou. Agora entra na terceira fase da revolução humana. um instrumento para substituir o cérebro.
**Em 93 cidades com mais de 200  mil eleitores, o PT só elegeu  prefeito   de Rio Branco, Acre. 
**Leitor desta coluna manda carta (anônima) com elogios (obrigado) mas também  discorda (muito bem), reclama da afirmação de que a Expo-Ijui/Fenadi  está entre as 5 melhores do Brasil. Preciso dizer que não se trata de tamanho, nem giro financeiro, nem público. É a particularidade de nossa feira com negócios, entretenimento e o diferencial das etnias. 

**Nelson  Marchesan Junior , prefeito eleito de POA, ainda como deputado federal em discurso na Câmara Federal falou sobre a Justiça do Trabalho e informou que ele em 2015 pagou benefícios aos que a procuraram no valor de 8 bilhões de reais. No mesmo período, no entanto, as despesas  com seu funcionamento custaram 17 bilhões de reais. Não existe nada parecido no mundo. **São 3500 juízes, os desembargadores de 24 regiões e os membros Ministros do TST. A Justiça do Trabalho continua sendo uma  das mais espetaculares extravagâncias brasileiras. Pode-se dizer que este sistema é uma conquista social. Só não pode se afirmar que um negócio  destes funcione.(J.R. Guzzo -jornalista.)

 

**Em 1988, através da Constituição, preparou-se uma cilada que funcionou. Foram colocadas muitas vantagens a  servidores e aposentados. Os gastos eram na media 6% acima da inflação. Resultado,  dobraram a carga tributária e a divida pública. FHC, Lula, Dilma presidiram o País. A cilada funcionou e jogou o país na situação dramática de hoje. Ironia da história. Os mesmos que com entusiasmo aprovaram a cilada em 88 agora estão às voltas com seu resultado.

 

**Bispo Edir Macedo botou sua Igreja em mais de 100 países, tem a segunda maior rede de TV do país e 100 emissoras de rádio. Tem mais adeptos no exterior do que no Brasil. Ia construir 1 Templo de Salomão e fará 3. É extremamente profissional.  (Antony Garotinho ao comentar que Crivela, genro de Macedo e eleito   prefeito do RJ tem preparo.)

 

**A Internet está atingindo 5 bilhões de pessoas no mundo. É muito mais do que  qualquer tecnologia alcançou. Agora entra na terceira fase da revolução humana. um instrumento para substituir o cérebro.

**Em 93 cidades com mais de 200  mil eleitores, o PT só elegeu  prefeito   de Rio Branco, Acre. 

 

**Leitor desta coluna manda carta (anônima) com elogios (obrigado) mas também  discorda (muito bem), reclama da afirmação de que a Expo-Ijui/Fenadi  está entre as 5 melhores do Brasil. Preciso dizer que não se trata de tamanho, nem giro financeiro, nem público. É a particularidade de nossa feira com negócios, entretenimento e o diferencial das etnias.