\\ JORNAL DA MANHÃ \ COLUNISTA \ Armindo Pydd

Recado das urnas

Publicada em 10/10/2016.

 

**Seriam 5 os principais recados dados pelas urnas em 2 de outubro. Um deles é a sequência das manifestações populares enormes de 2013, sem conexão partidária, mas já mostrando uma insatisfação generalizada com governo e sistema político. Agora os mais de 18 % de abstenção, recorde na história eleitoral brasileira, mais 8,8% votos nulos e outro tanto de brancos seria a confirmação da insatisfação.
**Em 7 capitais brasileiras abstenção, nulos e brancos superaram os votos do vencedor no primeiro turno.25 milhões de eleitores deixaram de votar no país. Em POA 382 mil não escolheram candidato, sendo que o mais votado teve 213 mil votos. No RJ incríveis 1,8 milhão não votaram e o ganhador do primeiro turno teve 842 mil votos.
**Em menos de 2 anos, o PT, que era o maior partido nacional desabou para o 10 lugar. Perdeu 2/3 dos votos que tinha, seria o segundo recado.
**O PSDB ao ganhar no primeiro turno em S. Paulo e aumentar o número de eleitos no país confirmou o crescimento. E vem aí a reafirmação de Geraldo Alckmin como força politica nacional deixando Aécio Neves em Xeque.
**Houve um avanço geral das chamadas forças conservadoras. Analistas de viés ideológico falam em avanço do fundamentalismo, enquanto outros simplesmente constatam a volta do bom senso diante dos insucessos da esquerda. Seria este um movimento mundial.
**O PMDB mais uma vez se reafirma como o grande partido nacional. Parece que foi pouco afetado pelas turbulências políticas. E confirma mais uma vez que é indispensável para governar o país.
**Como quinto recado temos o fato de que uma campanha curta e com menos dinheiro deixou as ruas limpas, mesmo no dia das eleições, mas também que o tempo de TV ainda é fundamental. E que a reforma política foi tímida e continua sendo uma prioridade.
**O deputado Ijuiense Darcísio Perondi é o relator da PEC dos gastos públicos. É possivelmente a emenda à Constituição mais importante dos últimos tempos. Considerada fundamental, pois engloba os três poderes. Abrange um tempo de 20 anos com possível revisão em 10 anos. Se aprovada e implementada seria o norte da retomada do desenvolvimento e uma luz no fim do túnel para 12 milhões de desempregados. A decisão é agora.
**O exame nacional Enem constatou as grandes deficiências do ensino público. Entre as 100 escolas melhores classificadas, 97 são particulares e escassos três são públicas. E mais, nelas 68 em 100 professores não têm formação específica para a área que leciona.
**10-20 Estados brasileiros atrasaram salários em 2015 e 11 estão com pedidos de empréstimos aguardando solução.
**Comenta-se que o principal recado das urnas em Ijuí foi de que a correlação de forças não mudou. O grupo hegemônico continua o mesmo.
**Expo-Ijuí/Fenadi 2016 em meio a crise. Tudo está preparado ainda melhor que das outras vezes. Vale a pena prestigiar.

**Seriam 5 os principais recados dados pelas urnas em 2 de outubro. Um deles é a sequência das manifestações populares enormes de 2013, sem conexão partidária, mas já mostrando uma insatisfação generalizada com governo e sistema político. Agora os mais de 18 % de abstenção, recorde na história eleitoral brasileira, mais 8,8% votos nulos e outro tanto de brancos seria a confirmação da insatisfação.

**Em 7 capitais brasileiras abstenção, nulos e brancos superaram os votos do vencedor no primeiro turno.25 milhões de eleitores deixaram de votar no país. Em POA 382 mil não escolheram candidato, sendo que o mais votado teve 213 mil votos. No RJ incríveis 1,8 milhão não votaram e o ganhador do primeiro turno teve 842 mil votos.

**Em menos de 2 anos, o PT, que era o maior partido nacional desabou para o 10 lugar. Perdeu 2/3 dos votos que tinha, seria o segundo recado.

**O PSDB ao ganhar no primeiro turno em S. Paulo e aumentar o número de eleitos no país confirmou o crescimento. E vem aí a reafirmação de Geraldo Alckmin como força politica nacional deixando Aécio Neves em Xeque.

**Houve um avanço geral das chamadas forças conservadoras. Analistas de viés ideológico falam em avanço do fundamentalismo, enquanto outros simplesmente constatam a volta do bom senso diante dos insucessos da esquerda. Seria este um movimento mundial.

**O PMDB mais uma vez se reafirma como o grande partido nacional. Parece que foi pouco afetado pelas turbulências políticas. E confirma mais uma vez que é indispensável para governar o país.

**Como quinto recado temos o fato de que uma campanha curta e com menos dinheiro deixou as ruas limpas, mesmo no dia das eleições, mas também que o tempo de TV ainda é fundamental. E que a reforma política foi tímida e continua sendo uma prioridade.

**O deputado Ijuiense Darcísio Perondi é o relator da PEC dos gastos públicos. É possivelmente a emenda à Constituição mais importante dos últimos tempos. Considerada fundamental, pois engloba os três poderes. Abrange um tempo de 20 anos com possível revisão em 10 anos. Se aprovada e implementada seria o norte da retomada do desenvolvimento e uma luz no fim do túnel para 12 milhões de desempregados. A decisão é agora.

**O exame nacional Enem constatou as grandes deficiências do ensino público. Entre as 100 escolas melhores classificadas, 97 são particulares e escassos três são públicas. E mais, nelas 68 em 100 professores não têm formação específica para a área que leciona.

**10-20 Estados brasileiros atrasaram salários em 2015 e 11 estão com pedidos de empréstimos aguardando solução.

**Comenta-se que o principal recado das urnas em Ijuí foi de que a correlação de forças não mudou. O grupo hegemônico continua o mesmo.

**Expo-Ijuí/Fenadi 2016 em meio a crise. Tudo está preparado ainda melhor que das outras vezes. Vale a pena prestigiar.