\\ JORNAL DA MANHÃ \ Social

Os 30 anos de Fenadi

Com o tema Baú de Memórias, 10º Desfile Étnico Cultural levou grande público à Praça da República
Com o tema Baú de Memórias, 10º Desfile Étnico Cultural levou grande público à Praça da República
Publicada em 13/09/2016.

 

O 10º Desfile Étnico Cultural Arte e Folclore, promovido pela União das Etnias de Ijuí (Ueti) levou centenas de pessoas à Praça da República na tarde de domingo. Neste ano, o desfile aconteceu ao redor da Praça e teve como tema Baú de Memórias, em comemoração aos 30 anos da Fenadi. O desfile começou com a banda Marcial Marcos André Rigoli, da escola Imeab, que representou todas as bandas das escolas do município. O presidente da Ueti Nelson Casarin, acompanhado da esposa Rosinha Casarin desfilou em saudação ao público. Logo, veio o Baú de Memórias que foi aberto, representando os 32 povos que colonizaram Ijuí há 126 anos e também os 30 anos da Fenadi.
O desfile contou com seis alas, cada uma representando uma fase da Fenadi. A primeira ala, Semeadura de ideias, trouxe para o desfile pessoas que acreditaram na retomada do crescimento de Ijuí, entidades e empresas que há 30 anos decidiram investir no município: Unijuí, HCI, ACI, Cotrijui, CSCJ, 17ªCRS, Cpers, 36ªCRE, Paróquia São Geraldo, Hospital Bom Pastor, Ceriluz, Lions Clube de Ijuí e Ceap. Nessa ala, o professor da Unijuí Antônio José Grison carregava a placa com a foto do idealizador do movimento étnico, Mário Osório Marques. Os ex-presidentes da Ueti também desfilaram a bordo de carros antigos. 
A ala 2, Arquitetura, retratou engenheiros e arquitetos responsáveis por tirar do papel o movimento étnico de Ijuí, exibindo o orgulho de construir as 12 casas étnicas no Parque de Exposições Wanderley Burmann. A maquete do novo Palco das Etnias também foi exibida ao público. A ala 3 trouxe a Gastronomia, representando os Doze povos na cozinha, com cozinheiros de cada etnia. Na ala 4, Artes, o grupo de teatro Epopeia Ijuhy representou a arte que envolve a Fenadi. Nessa ala, o hino da Fenadi foi entoado de forma emocionada pelos integrantes das etnias. O hino foi gravado pela empresária Vânia Diel que desfilou emocionada.
A ala Somos mais Fenadi, somos Ueti! Este é o nosso orgulho, trouxe para a rua um coração gigante, representando o coração da Fenadi, que agrega muitos povos em harmonia. No carro alegórico, os fundadores das etnias, os pioneiros, pessoas que começaram as etnias, as embaixatrizes atuais e as que já foram, acompanhadas de filhos e familiares. Os mascotes da feira encerraram a ala.
Na última parte do desfile, a ala O Futuro trouxe muitas crianças para o desfile, representando cada etnia. O livro do futuro também fez parte do desfile e será colocado em uma cápsula do tempo, e enterrado no próximo dia 27, no obelisco da Praça das Nações, e aberto daqui a 50 anos. O livro passou por mais de 200 famílias de todas as etnias. O desfile encerrou com as bandeiras de todos os povos que colonizaram Ijuí e com a réplica do portal do futuro.

O 10º Desfile Étnico Cultural Arte e Folclore, promovido pela União das Etnias de Ijuí (Ueti) levou centenas de pessoas à Praça da República na tarde de domingo. Neste ano, o desfile aconteceu ao redor da Praça e teve como tema Baú de Memórias, em comemoração aos 30 anos da Fenadi. O desfile começou com a banda Marcial Marcos André Rigoli, da escola Imeab, que representou todas as bandas das escolas do município. O presidente da Ueti Nelson Casarin, acompanhado da esposa Rosinha Casarin desfilou em saudação ao público. Logo, veio o Baú de Memórias que foi aberto, representando os 32 povos que colonizaram Ijuí há 126 anos e também os 30 anos da Fenadi.

O desfile contou com seis alas, cada uma representando uma fase da Fenadi. A primeira ala, Semeadura de ideias, trouxe para o desfile pessoas que acreditaram na retomada do crescimento de Ijuí, entidades e empresas que há 30 anos decidiram investir no município: Unijuí, HCI, ACI, Cotrijui, CSCJ, 17ªCRS, Cpers, 36ªCRE, Paróquia São Geraldo, Hospital Bom Pastor, Ceriluz, Lions Clube de Ijuí e Ceap. Nessa ala, o professor da Unijuí Antônio José Grison carregava a placa com a foto do idealizador do movimento étnico, Mário Osório Marques. Os ex-presidentes da Ueti também desfilaram a bordo de carros antigos. 

A ala 2, Arquitetura, retratou engenheiros e arquitetos responsáveis por tirar do papel o movimento étnico de Ijuí, exibindo o orgulho de construir as 12 casas étnicas no Parque de Exposições Wanderley Burmann. A maquete do novo Palco das Etnias também foi exibida ao público. A ala 3 trouxe a Gastronomia, representando os Doze povos na cozinha, com cozinheiros de cada etnia. Na ala 4, Artes, o grupo de teatro Epopeia Ijuhy representou a arte que envolve a Fenadi. Nessa ala, o hino da Fenadi foi entoado de forma emocionada pelos integrantes das etnias. O hino foi gravado pela empresária Vânia Diel que desfilou emocionada.

A ala Somos mais Fenadi, somos Ueti! Este é o nosso orgulho, trouxe para a rua um coração gigante, representando o coração da Fenadi, que agrega muitos povos em harmonia. No carro alegórico, os fundadores das etnias, os pioneiros, pessoas que começaram as etnias, as embaixatrizes atuais e as que já foram, acompanhadas de filhos e familiares. Os mascotes da feira encerraram a ala.

Na última parte do desfile, a ala O Futuro trouxe muitas crianças para o desfile, representando cada etnia. O livro do futuro também fez parte do desfile e será colocado em uma cápsula do tempo, e enterrado no próximo dia 27, no obelisco da Praça das Nações, e aberto daqui a 50 anos. O livro passou por mais de 200 famílias de todas as etnias. O desfile encerrou com as bandeiras de todos os povos que colonizaram Ijuí e com a réplica do portal do futuro.