\\ JORNAL DA MANHÃ \ COLUNISTA \ Renato Marsiglia

Vergonha internacional

Publicada em 01/08/2016.

 

VERGONHA 
INTERNACIONAL
O leitor é testemunha de que gastei toneladas de tinta e papel gritando contra a vinda das Olimpíadas para o Brasil. No momento em que a vinda se tornou irreversível, parei de gritar. Afinal, não vou mandar contra o meu país, por maior que tenha sido a irresponsabilidade. Todavia, os problemas na Vila Olímpica, colocaram o Brasil nas manchetes internacionais da forma mais negativa possível. Ainda é possível dar a volta por cima, baseada na criatividade e bom humor do brasileiro. Mas o estrago é grande.
YELENA ISINBAYEVA
A estrela do salto com vara está mesmo fora dos Jogos Olímpicos. A Federação Internacional de Atletismo negou o pedido de exceção feito pela atleta, que por sua vez, não aceita participar da competição sem bandeira. O  atletismo russo está inteiramente suspenso após a descoberta de um mega-esquema de doping institucionalizado pelo país. Atletas russos de natação e canoagem que testaram positivo também foram afastados. Lamento por Isinbayeva, atleta limpa e que seria uma atração à parte, mas já estava na hora de uma ação pesada das autoridades contra o doping no esporte mundial.
INTER SEM DIREÇÃO
Dois pontos somados em vinte e quatro disputados e a conta continua sendo enviada para o ex-treinador Argel Fucks. Claro que os créditos pelo título gaúcho foram para os cartolas. Os mesmos que contrataram e demitiram Argel. É a lógica do futebol brasileiro onde cartola não é demitido nem se demite, pois são simplesmente gênios. Amanhã o adversário é o temido vice-líder Corinthians. Se o resultado for negativo, o torcedor colorado começará a ter pesadelos com a Série B. De quem será a culpa?
YPIRANGA FOI GRANDE
Os aplausos do torcedor ao final jogo demonstram o sentimento de orgulho e satisfação pela campanha da equipe na Copa do Brasil. Foi meritória e histórica, onde o Ypiranga não deixou nada a desejar contra um dos grandes do futebol brasileiro. O clube de Erechim demonstrou que com planejamento e convicção pode-se fazer futebol de qualidade sem gastar fortunas. Todos estão de parabéns, a começar pelo competente técnico Leocir Dall´Astra que há quatro anos comanda este projeto vencedor.

O leitor é testemunha de que gastei toneladas de tinta e papel gritando contra a vinda das Olimpíadas para o Brasil. No momento em que a vinda se tornou irreversível, parei de gritar. Afinal, não vou mandar contra o meu país, por maior que tenha sido a irresponsabilidade. Todavia, os problemas na Vila Olímpica, colocaram o Brasil nas manchetes internacionais da forma mais negativa possível. Ainda é possível dar a volta por cima, baseada na criatividade e bom humor do brasileiro. Mas o estrago é grande.

 

YELENA ISINBAYEVA

A estrela do salto com vara está mesmo fora dos Jogos Olímpicos. A Federação Internacional de Atletismo negou o pedido de exceção feito pela atleta, que por sua vez, não aceita participar da competição sem bandeira. O  atletismo russo está inteiramente suspenso após a descoberta de um mega-esquema de doping institucionalizado pelo país. Atletas russos de natação e canoagem que testaram positivo também foram afastados. Lamento por Isinbayeva, atleta limpa e que seria uma atração à parte, mas já estava na hora de uma ação pesada das autoridades contra o doping no esporte mundial.

 

INTER SEM DIREÇÃO

Dois pontos somados em vinte e quatro disputados e a conta continua sendo enviada para o ex-treinador Argel Fucks. Claro que os créditos pelo título gaúcho foram para os cartolas. Os mesmos que contrataram e demitiram Argel. É a lógica do futebol brasileiro onde cartola não é demitido nem se demite, pois são simplesmente gênios. Amanhã o adversário é o temido vice-líder Corinthians. Se o resultado for negativo, o torcedor colorado começará a ter pesadelos com a Série B. De quem será a culpa?

 

YPIRANGA FOI GRANDE

Os aplausos do torcedor ao final jogo demonstram o sentimento de orgulho e satisfação pela campanha da equipe na Copa do Brasil. Foi meritória e histórica, onde o Ypiranga não deixou nada a desejar contra um dos grandes do futebol brasileiro. O clube de Erechim demonstrou que com planejamento e convicção pode-se fazer futebol de qualidade sem gastar fortunas. Todos estão de parabéns, a começar pelo competente técnico Leocir Dall´Astra que há quatro anos comanda este projeto vencedor.