\\ JORNAL DA MANHÃ \ Social

Escolas recebem a visita da escritora Léia Cassol

Escritora Léia Cassol esteve em Ijuí nesta semana e interagiu com alunos do Ceap e São Geraldo
Escritora Léia Cassol esteve em Ijuí nesta semana e interagiu com alunos do Ceap e São Geraldo
Publicada em 08/07/2016.

 

As atrações principais do segundo dia de Ceap Literário, ontem, foram as participações do jornalista Mauricio Brum e da escritora Léia Cassol. Mauricio falou, na parte da manhã, para alunos da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio sobre Vivência da Leitura e da Pesquisa na Escola. Mauricio é doutorando pela UFRGS e relatou suas experiências no meio acadêmico e profissional. Maurício está preparando um novo livro que já está na mão da editora, sobre a temática da ditadura, ainda sem data de lançamento. "Estou iniciando minha tese de doutorado que poderá se tornar em livro que é sobre a memória de prisioneiros políticos na América Latina como forma de resistência à tentativa de ditaduras de desumanizá-los. É um assunto complexo, mas espero tornar acessível ao público. Esse é o desafio de pesquisas como essa", disse ele aos alunos.
A escritra Léia Cassol passou o dia na escola. Pela parte da manhã, ela autografou seus livros para os alunos e, à tarde, interagiu com alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental até o 5º ano. Entre suas explanações, Léia relatou que entrou no universo da literatura pelas histórias que o pai lhe contava, quando era bem pequena. Hoje já possui mais de 45 livros escritos, a maioria com histórias que se passam no Rio Grande do Sul. Suas atividades de contação de histórias são lúdico-pedagógicas, dinâmicas e interativas, utilizando música, teatro, dança. Ela esteve também na Escola São Geraldo, na última terça-feira e se encontrou com os alunos no Centro de Eventos da Paróquia São Geraldo. Após o encontro, Léia Cassol visitou a escola, onde conheceu as produções realizadas pelos alunos a partir da leitura de suas obras. Na oportunidade, houve momento para fotos e autógrafos.

As atrações principais do segundo dia de Ceap Literário, ontem, foram as participações do jornalista Mauricio Brum e da escritora Léia Cassol. Mauricio falou, na parte da manhã, para alunos da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio sobre Vivência da Leitura e da Pesquisa na Escola. Mauricio é doutorando pela UFRGS e relatou suas experiências no meio acadêmico e profissional. Maurício está preparando um novo livro que já está na mão da editora, sobre a temática da ditadura, ainda sem data de lançamento. "Estou iniciando minha tese de doutorado que poderá se tornar em livro que é sobre a memória de prisioneiros políticos na América Latina como forma de resistência à tentativa de ditaduras de desumanizá-los. É um assunto complexo, mas espero tornar acessível ao público. Esse é o desafio de pesquisas como essa", disse ele aos alunos.

A escritra Léia Cassol passou o dia na escola. Pela parte da manhã, ela autografou seus livros para os alunos e, à tarde, interagiu com alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental até o 5º ano. Entre suas explanações, Léia relatou que entrou no universo da literatura pelas histórias que o pai lhe contava, quando era bem pequena. Hoje já possui mais de 45 livros escritos, a maioria com histórias que se passam no Rio Grande do Sul. Suas atividades de contação de histórias são lúdico-pedagógicas, dinâmicas e interativas, utilizando música, teatro, dança. Ela esteve também na Escola São Geraldo, na última terça-feira e se encontrou com os alunos no Centro de Eventos da Paróquia São Geraldo. Após o encontro, Léia Cassol visitou a escola, onde conheceu as produções realizadas pelos alunos a partir da leitura de suas obras. Na oportunidade, houve momento para fotos e autógrafos.